Chegamos aqui com boas notícias! Vocês sabiam que a ONU aprovou a meta de cortar a Aids até 2030? Incrível, né?

A reunião aconteceu no dia 8 de julho e recebeu ministros, funcionários governamentais e representantes de organizações internacionais da área da saúde. Naquela linda quarta-feira, foi discutida e aprovada uma declaração política para enfrentar a doença.

As metas específicas deverão ser cumpridas até 2020 para acabar com a epidemia da Aids na década seguinte. Também foi estabelecido o objetivo de restringir as mortes relacionadas com a Aids para menos de 500 mil em todo o planeta! Além disso, outro compromisso é eliminar em 95% as novas infecções por HIV em crianças. E, não menos importante, foi determinada a redução do preconceito e discriminação com o soropositivo.

“Vivemos hoje um momento histórico em que realmente o mundo pode vislumbrar o fim da epidemia”, disse Georgiana em declaração à Rádio ONU, ao comentar a aprovação do documento.

Aproveitando que estamos falando de cortes… daqui a pouco o Salão Solidário chega, você já sabe qual vai ser o visual da vez?

O look repicado é um queridinho que nunca sai de moda, e essa é a nossa aposta! Ele dá movimento para qualquer tipo de cabelo, do longo ao curto, cacheado a liso.

As mechas, que são picadas com tesoura ou navalha, trazem um balanço perfeito para o formato do rosto. Além disso, é sempre bom cuidar das nossas pontas, né? Não precisa nem se preocupar com o comprimento das madeixas, isso não precisa mudar!

Se joga no cabelo repicado nesse evento tão importante. Vamos ajudar uma causa tão nobre! ;)

Conhece alguém que participou dos Salões Solidários com a gente? No evento de 2015, o Dierley Rodrigues marcou presença. Em Belo Horizonte, o cabeleireiro se sentiu numa experiência gratificante.

Seja repicando ou até mesmo cortando curtinho, o sentimento foi de dever cumprido. O mais importante de tudo é que o profissional de beleza se vê no direito de conversar sobre o vírus da HIV/Aids com seus clientes. Assim como nós, Dierley acredita que a melhor forma de prevenção é informação.

 

E não podemos esquecer: independentemente do documento maravilhoso da ONU, temos que nos prevenir e sempre priorizar a saúde. Seja usando camisinha na hora H ou fazendo sua parte no Salão Solidário, a Aids precisa acabar. De pouquinho em pouquinho, nós vamos conseguir!

Deixe um Comentário